A arte de “calçar os sapatos” do outro. Neste caso, os sapatos apertados da mãe de uma criança especial.

Vamos praticar o amor! É sempre atual!

ser mãe é padecer na internet

ajuda

Ontem à noite participei da primeira reunião do ano da escolinha do Samuca. Conhecemos a professora um pouco mais e ela perguntou sobre o que esperávamos do ano letivo: as crianças foram para o G4, algo como o “Jardim 1” da minha época de criança. Cada mãe ou pai foi convidado a falar sobre como era seu filho: “Samuca é amoroso, falante, muito grudado em mim e às vezes um pouco disperso”, contei. Os pais sentados em cadeirinhas minúsculas dispostas em círculo seguiam falando sobre as coisas boas e “ruins” de seus filhos. Rimos muito porque a turma está junta há dois anos e sabemos bem do que cada criança é capaz. A roda seguia, os pais falando um a um. As risadas preenchiam a sala. Chegou a vez da mãe do Daniel* que já na primeira frase começou a chorar copiosamente. “O Daniel* ainda não fala e eu não…

Ver o post original 416 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s