#PH Poem a day- Dia 14: O que eu gostaria de ter dito

Olá, hoje só vou compartilhar os que mais gostei, pois o que eu produzi ficou muito pessoal e muito pouco literário… enfim, é a vida…rsss!

Lá no grupo do Facebook está muito divertido! As pessoas compartilhando suas poesias, textos, e todo tipo de gênero, com tanto respeito um pelo outro… Estou fazendo amizades bem legais,  portanto vou resgatar dois ou mais, de tantos maravilhosos que tem por lá para compartilhar aqui com vocês. Perdoem-me por hoje, ok?

Estou esperando a autorização das pessoas  e vou editar quando liberarem, ok?

Beijocas,

Feliz ano todo!

Renata

PS: Se você é do grupo e aqui do wordpress se me autorizar eu reblogo, ok? Beijocas!

 

#Maratona #EuSouDoideira versão kids: Livro 6/7-

 Sobrecapa do livro

 Capa do livro

Formato: Livro

Autor: BELINKY, TATIANA

Ilustrador: WEIGAND, ROBERTO

Idioma: PORTUGUÊS

Editora: PAULINAS-

Assunto: INFANTO-JUVENIS – LITERATURA INFANTIL

Sinopse: Este livro é uma brincadeira matemática de subtrair sacis. Entre versos e estrofes, dez sacizinhos vão desaparecendo, um a um, em diversos acidentes, como ingestão de comida estragada, jejum exagerado e quebra de regras.

Oi pessoal!

O tempo está ficando escasso para a #Maratona, acaba dia 15! Bom, falta agora apenas um livro… Vou indicar o livro da nossa sempre maravilhosa Tatiana Belinky, como foi bom o seu legado, quantas obras maravilhosas, quanta contribuição a literatura brasileira, ao nosso conhecimento! Obrigada Tatiana Belinky!!

Neste livro, temos uma sequência de textos envolvendo os sacizinhos em diversas aventuras num sentido de contagem regressiva… a graça está em saber os motivos pelos quais eles vão sumindo…as crianças interagem bastante, e muitos aspectos brasileiros vão aparecendo no discorrer da história, fora que o próprio Saci é um personagem lendário brasileiro muito conhecido das crianças, até mesmo pela volta da série de TV “Sítio do Picapau Amarelo”.

Indico a leitura! Muito divertido!

Para essa história vou indicar a música infantil: 1,2,3, indiozinhos da Galinha Pintadinha!!!! Também bem cultural e fala dos números, certo?

Um beijão!

Feliz ano novo sempre!

Renata

#Maratona #Eusoudoideira(versão kids): Livro 5/7: Patrícia

Ficha técnica:

Formato: Livro

Autor: KING, STEPHEN MICHAEL

Idioma: PORTUGUÊS

Editora: BRINQUE BOOK –

Assunto: INFANTO-JUVENIS – LITERATURA INFANTIL

Sinopse: Stephen King está rapidamente se tornando um dos autores/ilustradores mais reconhecidos da Austrália. Seus textos simples e ilustrações charmosas contam histórias bastante profundas. Seu primeiro livro infantil, ‘O homem que amava caixas’, recebeu inúmeros prêmios e foi publicado na Grã-Bretanha, nos Estados Unidos, no Canadá, na Alemanha e agora no Brasil. A história tem como enredo a cabeça de Patrícia, que vivia cheia de pensamentos maravilhosos, incríveis. Ela só queria encontrar alguém com quem pudesse compartilhar seus pensamentos.

Neste livro, nós, papais e mamães, podemos colocar “as barbas de molho”, como dizia a minha vó…rsss, ou seja, olhar para as nossas atitudes em relação aos nossos filhos, que aos nossos olhos são eternas crianças, não é mesmo, vovós e vovôs?

Enfim, Stephen King, tem uma objetividade tão incrível para falar de sentimentos de modo lúdico que eu não acredito como ele consegue…

Em Patrícia, uma pequenina de uns 6 ou 7 anos, no livro não conta a idade, a gente supõe… procura uma amizade para falar de coisas relevantes, mas procurando o tempo todo do livro não encontra uma pessoa que colabore com suas ideias… e nessa trajetória, as crianças se identificam muito quando contamos a história pois elas todas, sim, elas todas, tem também suas ideias…!

Você já parou para ouvi-las? Sabe das preferências dos seus filhos? Do que ele não gosta? O que ele pensa de determinado assunto? Qual a ideia dele para melhorar tal aspecto? Qual é a melhor habilidade dele? Enfim, assuntos que achamos com “temas adultos”, se adaptamos achamos respostas e lógicas muito, muito, muito originais mesmo… é só tentar.

Minha irmã me deu um exemplo perfeito outro dia, e eu lembrei desse livro, pois tinha lido recentemente para o meu grupo.

Numa reunião de pais, com alunos do ensino fundamental, foram perguntados aos pais questões pessoais sobre os filhos que responderam com os professores anteriormente. E, segundo relato, foi muito constrangedor pois os próprios pais tinham dificuldades em responder, e ao comparar as respostas dos filhos, o resultado foi bem trágico…

Este livro serve também para reflexão dessa relação, mas para as crianças é muito lúdico, as ilustrações são maravilhosas e vale a pena  a leitura!!!

Fica a dica! Espero que tenham gostado!!

Feliz ano novo todo dia!!!

Beijocas

Renata

 

 

#PH Poem a day – Dia 13: Personagem literário

Hoje minha contribuição ao projeto teve que ter uma pequena pesquisa…rsss…

Gosto de haikais, mas não entendia a métrica… passa uma ideia direta, objetiva e clara… mas diferente do cordel, geralmente não rima…

Nas minhas pesquisas encontrei um vídeo bem legal que explica em 25 minutos como é a ideia do haikai no Brasil (já que na origem japonesa, sim, deveríamos obedecer a regra de cinco sílabas, sete sílabas e cinco sílabas).

Vou linkar aqui caso mais alguém se interesse… Vale a pena assistir, pois a professora vai explicando várias definições interessantes sobre poesia.

Resumindo (muito) o que ela disse, o haikai deve trazer temas simples, no primeiro verso a ideia seja permanente e eterna, no segundo verso que introduza uma novidade, e no terceiro e último verso a síntese dos dois outros versos. Essa então seria a base do haikai.

Pensando assim, vou falar que hoje o meu personagem literário será o Zezé, do livro O meu pé de laranja lima , do José Mauro de Vasconcelos… todas as vezes que eu leio, ou só lembro da história meus olhos já marejam… certo? Mexe muito comigo… Espero que gostem!!

 

Ciclo da Vida

Portuga, meu exemplo

Pai que também hoje sou

Olho para o futuro e contemplo.

 

Gostaram?

Conhecem a história ? Espero que sim…se não foi spoiler total…kkkk!!!!

Beijinhos,

Feliz ano novo todo dia!!

Renata.