#PHpoemaday- Dia 23: Um cheiro

Em um dia frio de inverno, um grupo de dez pessoas desconhecidas entre si, todos muito bem agasalhados e com expressões sisudas, adentram ao mesmo tempo um grande prédio comercial, onde várias outras pessoas circulam e trabalham durante todo o dia.

Ali parados, esperavam o grande elevador, onde cabem dez pessoas com um peso médio de 80 quilos.

Mal sabiam que aquela viagem iria ser sensacional!

Antes de entrarem, porém, não se olhavam entre si, não se conheciam.

Todos muito concentrados em seus próprios pensamentos, seus próprios celulares, seus próprios destinos.

Assim que chega ao andar o grande elevador, todos entram.

Ali, do lado de dentro, um do grupo aperta o décimo andar, e todos concordam e ficam quietos. Iriam todos para o mesmo andar.

Em dez segundos ouve-se um ruído:

_PUUUMMM!! – Sim, um grande “pum”.

Seguido do ruído um odor muito desagradável encheu todo o grande elevador.

Mas que efeito é esse? Todos então se olharam, mas não procurando o “culpado”.

Estavam os dez senhores com uma expressão mais branda, apesar de todo o contexto. Se olhavam e riam sem parar.

Teria aquela flatulência o efeito do riso? Acredito que sim!

Pois desde esse dia, há dez anos tornaram-se  amigos, mas não conseguem descobrir quem foi que naquele fatídico dia soltou o pum do amor!

Espero não ter ofendido ninguém…rssss!

Beijocas

Feliz ano novo!

Renata.

Resenha: A extraordinária garota chamada Estrela

ou… Qual é o seu legado?

Ficha técnica do livro:

Título original: Stargirl
Páginas: 192
Formato: 14 x 21
Acabamento: brochura
Editora: Editora Gutenberg
ISBN: 9788582351444
Editora origem: Random House Children’s Books
Código: 11496
Área temática: FicçãoJuvenil
Edição: 1
Sinopse:A garota chamada Estrela. Ela é tão mágica quanto o céu do deserto. É tão estranha quanto seu rato de estimação. É tão misteriosa quanto seu próprio nome. Com um simples sorriso, ela cativa totalmente o coração de Leo Borlock. Com sua alegria, ela incendeia uma revolução por liberdade e autenticidade no espírito de sua escola.

No começo, os colegas encantam-se com ela por tudo o que a faz ser diferente. Mas isso começa a mudar, e Leo, apaixonado e apreensivo, percebe que a única coisa que pode salvá-la das críticas é a mesma que pode destruí-la: ser alguém comum.

Nesta celebração do inconformismo, o premiado Jerry Spinelli tece um conto tenso e comovente sobre os percalços da necessidade de ser popular e da emoção e inspiração do primeiro amor.

Olá pessoal! Tudo bem ? Conforme prometido estou aqui com a resenha do livro para vocês!!!!

Extraordinária garota chamada Estrela

Vale dizer antes, que, é uma leitura realmente agradável e instigante. Você quer saber o que vai acontecer, os motivos, enfim… não é uma leitura óbvia, muito mistério!!

A história toda se passa no oeste americano, numa cidade calma e pacata chamada Mica, no Arizona.

Esta cidadezinha é cercada de personagens marcantes, mas que percebe-se uma juventude sem atitude e todos muito padronizados, com medo de mostrarem sua verdadeira personalidade.

É narrada em primeira pessoa, e vemos todos os fatos pelos olhos do Leo Borlock, que é um garoto, recém chegado a cidade (cerca de três anos)e consegue interpretar de forma apaixonada e poética (como é comum aos jovens) as situações cotidianas que vivencia.

Junto com seu amigo Kevin, têm um programa de TV na rede interna da escola que se chama “Cadeira Elétrica” onde os alunos que mais se destacam são convidados a irem ao progama para serem entrevistados.

Tudo ia muito bem, nesse marasmo quando no reinício do ano letivo a “caloura” Estrela Caraway inicia seu caminho nessa escola.

Diferente de todos os outros jovens alunos padronizados , insistentemente resistentes em não se destacarem uns dos outros, Estrela traz algo novo e mágico, digamos surpreendente para o recinto escolar, mexendo com todos (inclusive e principalmente com Leo).

Estrela Caraway, seu pequeno hamster, seu vaso de flores, seu ukulele, suas cortininhas para enfeitar a carteira escolar e seu show diário no refeitório , transbordam de emoções o olhar de Leo.

Como ela fazia com que a realidade ao seu redor mudasse sempre?

Como  as pessoas reagem às suas interações?

Nesse doce olhar de Leo, vamos desvendando o mistério que é viver, se descobrir, descobrir o que é dedicação.

Todos os capítulos trazem uma reflexão, mas não tiram o prazer do leitor em relação ao que vai acontecer, como vai acontecer?

pag.164: “Então fique perto de mim. Cada segundo. Multidões podem separar você de alguém, sabe. Elas fazem isso. Ok?”

Stargirl Stargirl

Como percebe-se nessa frase, que foi uma das que me chamaram  a atenção, entre tantas outras, é que iremos refletir sobre a individualidade, sobre particularidades, sobre necessidades específicas nas relações humanas.

Como digo no subtítulo “Qual é o seu legado?” , acredito que todas as interações deixam marcas nas pessoas, boas ou não. Reflita junto com a leitura desse livro, que tipo de impressão você tem deixado, ou quer deixar, ou até mesmo quer ser lembrado. Certo?

Meu lema: Faça as coisas como se fosse para Deus. (Tá certo que tá na Bíblia, mas eu peguei para mim)…rsss….

Enfim, espero que tenham gostado de conhecer um pouquinho da história da Estrela e eu tenha instigado a você querer ler o livro todo!!!

Livro Stargirl

Beijocas, obrigada por me acompanhar por aqui sempre!

Feliz ano novo todo dia!

Renata.

Renovando um pingente

ou… não é pão durice, é que gosto muito dele mesmo!

Comprei de uma  colega por um preço bem baratinho este colar com cordãozinho de cor marrom, imitando um courinho, bem rústico. Porém o pingente oxidou… #fail!!!

pingente oxidado

Então, hoje eu tive um insight… rss… olhei para o esmalte Anna Hickman cor fondue e pensei em pintar o pingente com aquela cor marrom com brilhinhos… e não é que ficou bom?

Segue fotos:DSCN3963

DSCN3967

Tem que ter um pouco de paciência para ir pintando um lado, depois o outro e depois as laterais.

Mas ficou com outra cara!

Vou usar de novo meu cordãozinho rústico! Ficou um cheirinho do esmalte, mas acho que com o tempo vai sair… o que acham?

DSCN3966

Gostaram? Já restauraram algum objeto de grande estima que ia se perdendo? Comentem comigo…rsss!!

Beijocas,

Feliz ano novo!

Renata – aventureira

#PHpoemaday- Dia 22: Cotidiano

Abre os olhos. Acorda e levanta.

Usa o banheiro. Toma banho sem molhar o cabelo três vezes por semana.

Troca a roupa. Toma um café de cafeteira e come um pão com manteiga.

Sai de casa levando uma mochila com suprimentos para o dia, então é uma grande mochila cheia e pesada. Sem sonhos, com intenções.

Todo dia trabalhando, trabalhando, trabalhando… almoça e volta.

Trabalha mais um pouco, trabalha, trabalha, trabalha.

À noite, vai direto do trabalho para a faculdade. Estuda para melhorar o seu futuro que é bem promissor. Gosta de trabalhar, gosta de estudar. Viver é fundamental? Como sair desse ciclo?

Todo dia sempre igual. Todo dia repete a história.

Gosta disso e não percebe o grande Sol que se levanta, as formas das nuvens no céu fazendo-se e desfazendo-se.

Não percebe a formiguinha levando suas folhinhas pelo chão cinza e frio até o buraquinho da parede descascada do ponto de ônibus.

Dá para viver lutando e sonhando?

Acredito que sim! Basta olhar!

 

#papodepaulista

Acho que ficou meio regionalista, mas é o que temos para hoje…rssss!!!

Beijocas, obrigada por me acompanharem nesta maratona!!

Feliz ano novo todo dia!

Renata