#Conselhos sobre a comunicação infantil: #dicas para a família

Outro dia participei de uma  mini palestra sobre a oralidade infantil feita por uma fonoaudióloga convidada pela nossa coordenadora. Ela é muito experiente (27 anos de estrada…rsss) e muito apaixonada por sua profissão. Foi uma hora tão boa, tão esclarecedora, que eu vou tentar aqui compartilhar o que ela nos falou, pois assim como nos ajudou e alertou como professoras pode ajudar também famílias a observar melhor suas crianças.

Em primeiro lugar ela nos esclareceu sobre o esperado em cada fase do primeiro setênio da criança (0 aos 7 anos) quando fala e  também para ouvir. Se vocês quiserem eu coloco em outro post o esperado em cada idade.

O importante é que a criança possa se comunicar  com poucas trocas fonéticas, nomeando a maioria das coisas entre 2 e 3 anos. Na idade pré – escolar deve comunicar-se claramente.

Ela também deu várias orientações para alertarmos os pais:

  • pais conversem com seus filhos, desde o ventre! – nomeie as coisas e  os sentimentos também ( alegria, tristeza, frustração, raiva…) para que ele tenha repertório de conversação  e tenha  menos agressividade gerada por não saber o que está sentindo. Segundo ela,  algumas crianças não tem repertório de palavras porque os pais os deixam muito tempo em frente a TV e pensam que dessa forma a criança vai aprender a falar e isso não é verdade. A TV afasta as crianças da voz melodiosa da mãe. Mamães, cantem com seus filhos… inventem cançõezinhas  e historinhas com a rotina da criança.
  • Tenha um tempo para ouvir o que a criança tem a dizer sobre a escola, sobre os amigos, sobre o seu dia. Lembrando que você pode fazer perguntas mais interessantes que não terá apenas um sim ou não como resposta, ok?
  • Faça leituras constantes de histórias para a criança pois instiga a criatividade, a imaginação e aumenta o vocabulário.
  • Enquanto a criança está se desenvolvendo é normal alguns erros de fala. O importante é que respeitemos o processo não pedindo que fale devagar ou que repita o que disse.

Qualquer dúvida você deve consultar um fonoaudiólogo pois o tratamento precoce das alterações de fala, linguagem e audição podem prevenir problemas de comportamento, aprendizagem, leitura e interação social. Pois, vocês sabem, tudo começa na comunicação, não é mesmo?

Sem querer atribular ninguém, deixar as pessoas confusas, mas a partir de uma experiência próxima, observem, se a criança tem 3 anos e não se comunica com palavras ou com muito tatibitati (exemplo: professora – totetora) é um caso a ser analisado, certo?

Espero ter ajudado alguém de alguma forma. Como me esclareceu tanto e gostei tanto do que ela nos disse espero que vocês também possam observar as crianças que vocês convivem e ajudá-las a desenvolverem cada vez mais.

Vou deixar aqui um exemplo de atividade que você pode fazer com uma criança de 1 ano para explorar a nomeação das coisas:

Pegue uma caixa e coloque objetos comuns na vida da criança: boneca, carrinho, pente, escova de dentes, bola… Chame a criança e faça uma brincadeira de ir mostrando os objetos e nomeando cada um. Não peça para repetir, apenas mostre e fale o nome: _ Olha “Pedrinho” um carrinho ( fale devagar) e vai tirando um por um da caixa. Ao final, diga: _ Agora vamos guardar o carrinho, a boneca… Faça isso por 15 dias com os mesmos objetos e depois troca os objetos. Ela garante que haverá um grande avanço na fala e atenção da criança.

Acho que vou falar um pouco mais sobre a oralidade infantil , dar mais dicas e falar um pouco da minha experiência pessoal também… Se vocês tiverem perguntas deixem ai nos comentários, pois ela vai novamente na nossa escola, dessa vez falar com os pais e eu posso perguntar para ela, pois ela é muito receptiva.

Obrigada por ler até aqui… acho que o post  ficou um pouco grande.

Feliz ano todo sempre!!

Renata

 

 

 

 

4 comentários sobre “#Conselhos sobre a comunicação infantil: #dicas para a família

  1. Querida Renata, ótimo post! Só o fato dos pais darem atenção com amor no olhar já predispõe a criança ao aprendizado… Curiosamente, Einstein começou a falar apenas aos 3 anos e tinha uma família presente, atenciosa. Enfim, cada um tem as suas peculiaridades. Bjss

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s