Um projeto

Boa noite a todos!  Tudo bem com vocês? Espero que vocês estejam animados, esperançosos e criativos nesses dias em que vivemos o clima de Festas!!

Iniciei o blog em Janeiro desse ano como um pequeno projeto para comemorar o meu quadragésimo aniversário! Não sabia exatamente como iniciar… mas sentia uma força que me motivava…

Não me dei conta, mas quando percebi estava compartilhando muitas experiências, alegrias, dicas, enfim… um pouco de mim!

Esse post é para agradecer a cada pessoa que está comemorando o meu aniversário comigo…rsss!!! Todo dia chega um convidado novo e eu me sinto honrada com tantos presentes…!!

Hoje foi a última reunião de pais na escola que trabalho, e há algumas turmas que na última reunião gosto de compartilhar uma poesia do Vinícius de Morais que uma vez recebi. Nessa ocasião, inesperadamente,  chorei.  Já tentei ler em voz alta quando me despedi de um grupo que eu amava, e nas reuniões eu não consigo ler… começo a chorar… sério! Porque eu insisto em ler? Vocês me digam:

Amigos

Vinícius de Morais

Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos.
Não percebem o amor que lhes devoto
e a absoluta necessidade que tenho deles.

A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor,
eis que
permite que o objeto dela se divida em outros afetos,
enquanto
o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade.

E eu poderia suportar, embora não sem dor,
que
tivessem morrido todos os meus amores,
mas
enlouqueceria se morressem todos os meus amigos !

Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos
e o quanto minha vida depende de suas existências … 

A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem.Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida. 

Mas, porque não os procuro com assiduidade,
não posso
lhes dizer o quanto gosto deles.
Eles não iriam acreditar.
 

Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem
que estão incluídos na sagrada relação de meus amigos. 

Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro,
embora não declare e não os procure.
 

E às vezes, quando os procuro,
noto que eles não
tem noção de como me são necessários,
de como são
indispensáveis ao meu equilíbrio vital,
porque eles
fazem parte do mundo que eu,
tremulamente, construí,
e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida.

Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado.
Se todos eles morrerem, eu desabo!
Por isso é que,
sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles.

E me envergonho, porque essa minha prece é,
em síntese, dirigida ao meu bem estar.
Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo.

Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles.

Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos,
cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim,
compartilhando daquele prazer …

Se alguma coisa me consome e me envelhece
é que a roda
furiosa da vida
não me permite ter sempre ao meu lado,
morando comigo, andando comigo,
falando comigo, vivendo
comigo,
todos os meus amigos, e, principalmente,
os que só
desconfiam
– ou talvez nunca vão saber –
que são meus amigos!

A gente não faz amigos, reconhece-os.
Agora, depois que vocês leram, não é realmente incrível como sentimentos assim, podem ser descritos dessa maneira?
Vocês, aqui, fazem parte da minha alegria!
Um grande beijo a todos, meus presentes de aniversário!
Feliz ano todo!!!
Renata

Decepção ou…

…o que não me mata, engorda, ops, me fortalece!

Leia II coríntios 12.10.

O que é da natureza humana?

Sentimentos.

Com a intensidade de cada um é que as situações se nos apresentam… Mas através das pessoas (conhecidas) nos vem um que é o vilão de todos eles: a decepção.

Como machuca…

Como machuca…

Quem nunca se decepcionou com alguém não vai entender o que estou escrevendo.

Vou tentar explicar, esperando sinceramente que você nunca passe por isso, mas logo em seguida darei o antídoto. Porque a vida é muito curta para remoermos sentimentos adversos…

Imagina a seguinte situação com os seguintes personagens que você pode escolher:

amigo – amigo

filho – pai

professor – aluno

namorado – namorada

marido – esposa

tia – sobrinho

irmão – irmão

Sim, pessoas bem próximas…

Agora, escolha o cenário:

1- traição

2- calúnia

3- difamação

4- inveja

5- roubo

6- ciúme

7- desconfiança

Finalmente, escolha o desfecho:

1- inimizade

2- morte

3- separação

4- prisão

5- sofrimento

6- depressão

7- mágoa

Tudo isso é muito triste, não é mesmo?

Decepção, é o nome!

Porém, como prometi, darei a receita do antídoto.

Como sempre, eu acredito, para não chegar em nenhum destes estágios, é viver na Palavra Viva!

Somos realmente fracos. Mas em Cristo somos fortes, e o apóstolo Paulo ainda afirma que todo o sofrimento que passarmos contribue para nos tornarmos mais e mais fortes.

Os sábios sempre tiram uma lição de vida quando passam por alguma situação que os desestrutura.

“Porque quando sou fraco, então é que sou forte”.

Fortaleça-se no amor de Cristo!

Nas decepções também?

Sim!

Quer um desfecho diferente do que foi apresentado?

Leia I coríntios 13: 1 – 5.

O amor é bom, não quer o mal!!

Já falei de amor por aqui, né?

Medite!

Feliz ano novo sempre! Beijocas!

Renatadecepcao

Investir nas amizades

DSCN2860

Olá a todos! Tudo bem com vocês? Estou muito feliz com o retorno de todos em relação ao blog… é um projeto pessoal que está crescendo e me deixando muito mais animada para escrever os meus pensamentos por aqui! Obrigada a todos que contribuem e que de uma forma que nem imaginam estão me fazendo muito bem!

Dizem que quem tem amigo, tem tudo… eu concordo, inclusive na Palavra de Deus, lá em Provérbios 18.24 nos diz que há amigo mais chegado que um irmão.

Você tem muitos amigos? Amigos feitos recentemente? Amigos antigos?

Tenho quase certeza que todos vocês pensaram em amizades que foram feitos na escola, na vizinhança, no trabalho… não é mesmo? Amizades feitas, vamos dizer assim, pessoalmente!

Digo isso, porque hoje em dia com a grande propagação de mídias sociais muitos amigos que temos são virtuais, e os que fazemos pessoalmente, ficamos nos conectando também virtualmente, concordam comigo?

Nós que moramos em grandes centros urbanos temos uma vida tão corrida… tudo é tão longe, tanto trânsito, que quando temos um tempo, queremos ficar no conforto do lar… rsss… é assim com você?

Hoje eu queria chamar a atenção para o valor da amizade!

Seja ela virtual, seja ela diária, devemos ter um tempo para desfrutar da companhia do outro, do que ele tem para falar, aprender com ele, nos divertir com ele, conviver, saber das preferências…

Estou em falta com algumas amigas… mas estou num projeto…hahhahaha…

Meu projeto se chama: Projeto Investir nas amizades.

Quero, pelo menos tentar, mas acho que aos poucos eu consigo…rsss… ter vínculos de amizade com pessoas que são queridas para mim. Não são poucas essas pessoas, e são muito especiais.

Durante muito tempo da minha vida, minhas amigas foram as melhores companhias para muitas coisas: dividir conhecimento, passear, viajar, conversar, comer, engordar juntas…rsss…malhar também. Acho que tenho esta dívida!

Teve até uma vez que sonhei com uma querida que já estava tão, tão distante, mas fiz questão de me comunicar com ela e de uma forma ou outra nos reconectamos!

Neste projeto eu quero dividir algumas vitórias com vocês.

Vou procurar elencar as metas que quero alcançar:

1- manter contato (não apenas nas redes sociais, entendem?)

2- passar um tempo junto.

3- marcar eventos para nos encontrarmos. (encontrinhos…rsss)

4- orar pelas minhas amigas.

5- estar a disposição para que elas possam contar comigo e deixar que saibam disso.

“Amigo é coisa para se guardar do lado esquerdo do peito, mesmo que o tempo e a distância digam não  ” !

Vou deixar vocês com a música maravilhosa do Milton Nascimento, Canção da América, que sempre me emociona!

Mas, antes, conta ai nos comentários, como você investe nas suas amizades? Me fala o que posso acrescentar na minha lista do projeto?

Um grande beijo e feliz ano novo!!