Learned English – inspiração para não desistir de tentar…

Quem é da música ou da educação já ouviu falar da Elvira Souza Lima, que é pesquisadora em desenvolvimento humano, com formação em neurociências, antropologia, música e psicologia.

A página dela no Facebook, para quem quiser conhecer mais sobre o trabalho dela está linkado aqui, certo?

Enfim, ela colocou um post sobre aprender inglês que me deixou mais aliviada…rsss… parei um pouco de treinar e também com o Duolingo, mas pretendo voltar em breve… férias chega logo…!!! rss…

Vou deixar aqui o que ela escreveu e espero que inspire vocês também. Beijocas e feliz ano todo!!!

“Fafá me escreve perguntando se os neurônios dela estão muito velhos para aprender inglês. Muita gente reclama de não conseguir aprender inglês. Qualquer língua que decidirmos aprender depende de formar memórias, evidentemente. Por onde começar? Desenvolva sua memória auditiva da língua. Eu faço o seguinte: pego uns filmes de enredo simples com situações cotidianas e assisto muitas e muitas vezes. Sem legenda. Isto vai formando as sentenças em nossa mente e aos poucos começamos a reconhecer uma palavra aqui, outra ali e daí para sentenças. Para aprender alemão, que é o que eu preciso fazer antes que nasça um neto que vai falar uma língua que eu não conheço (minha filha é casada com alemão) eu fico assistindo Sissi, Sissi a imperatriz e a vida de Schubert. Cria-se, assim, um contexto sonoro na mente. Comece e insista em estudar a língua a partir dos verbos, sempre os verbos de ação. E escreva. Escrever mobiliza todas as áreas do cérebro envolvidas na compreensão da leitura.
Trabalhe muito com o presente, passado simples e futuro. Depois passe para tempos mais complexos. E é bom gravar e ouvir a si mesmo. Não há neurônio velho, é uma questão de método e prática diária. Podemos aprender muito com a plasticidade que temos em nosso cérebro. Mesmo com 5,6 ou 7 décadas nas costas…
Good luck, Fafá. Go ahead!”

Faça algo novo ! #2

Oi gente!!

Bom, para muita gente não deve ser novidade, mas eu estou descobrindo aos poucos a “mexer” no movie maker, pois nunca tive tempo ou paciência para fazer isso, e hoje no alto dos meus 40…kkkk…. estou desbravando essa tecnologia!!!

No geral, não é difícil, porque é tudo automático, mas tem todas aquelas funçõezinhas interessantes que vamos incorporando no vídeo e ele vai ficando, como dizer, tipo mágico… diferente… eu estou encantada… !!!

Sempre que eu precisava fazer uma apresentação meu marido fazia para mim. Agora eu estou querendo fazer sozinha…rs…

Cada dia que eu aprendo uma coisinha eu vou incorporando no vídeo…

Vocês querem ver um vídeo que eu editei?

Sim?

Então está bem…

Vou linkar aqui e espero os comentários, certo?

Em cada vídeo eu vou colocando o que eu aprendi a fazer no dia… neste específico eu aprendi a dividir a célula e inserir uma foto…

Gostaram?  Foi um grande avanço para mim…

Feliz ano novo sempre!!! Beijocas!

Renata