#PHPoemaday – #Dia10 #Artéria

_ Agora atenção – disse enfático Dr. Milton – Você deve parar hoje com esse vício que entope todas as suas artérias. Antes que seja tarde demais!!!

“Antes que seja tarde demais!” foi a frase que ficou martelando na minha cabeça durante todo o trajeto de volta aquele dia, ao mesmo tempo em que eu ainda me afundava nos meus vícios que me entupiam as artérias realmente…

Na chegada em casa minha esposa indagou:

_ E aí? Como foi?

_ Os médicos hoje em dia não tem muita sensibilidade, Olga! finalmente conclui com grande mágoa, mas com a aorta transbordante de bacon.

Renata Amemiya

#PH Poem a day – dia 10: O mar

Crédito da foto: Fonte Google- Parque Mar Morto, China

O Zé Mineiro estava muito ansioso, pois seria a primeira vez em 23 anos de vida que veria o mar.

Diziam que era azul, diziam que era salgado, diziam até que a água era quentinha numa parte do dia, e tinha um cheiro inesquecível, de maresia (cheiro que ele ainda não distinguia)…

Ele viu na TV, na sua novela preferida…mas queria ele mesmo sentir de perto o que é aquele mundão de mar, pular as sete ondas como fez o personagem aquela vez… só que ele não contava para ninguém que assistia novela… é coisa de mulher… essa coisa de sonho de ver o mar, também é meio de mulher, mas ele tinha um álibi…foi ver uma obra lá em Vitória, de um prédio novo que vão construir bem em frente ao MAR!

Seu Jacinto, que é o patrão confiou nele e mandou ele com o dinheiro contado, foi de trem… meio desconfortável, mas os olhos brilhantes, querendo chegar logo, no ritmo das ondas…

 

Vou parar aqui… rssss….

Senão vira um livro todo e não um texto poético… dá para imaginar as sensações que ele vai sentir quando chegar e ver aquele povo se espremendo por uma beiradinha de mar…né?

Gostaram?

Espero que sim, e que voltem amanhã…

Beijocas

Feliz ano novo!

Renata