#Setembro: uma foto por dia – #Dia 15: Amável

Foi adorável ter ido até a exposição do “Castelo Rá tim Bum”. Acho que me empolguei muito e amei mesmo!!! Foi lindo, incrível e muito divertido.

Tirei a foto desse painel do lado de fora.

Direto no coração... muito lindo, adorável, amável.

  Direto no coração… muito lindo, adorável, amável.

Para quem não me acompanhava na época que fiz um post sobre essa exposição pode conferir o post e um pequeno vídeo Clicando AQUI!!

Feliz ano novo todo dia!!

Renata

#PHPoemaday #Dia14 #Dia15

Dia 14: Estilhaços

Eu deveria ter desconfiado daquele brinde de ano novo…
As taças quebrando-se e os estilhaços espalhados por todo o tapete… Não poderia ser bom sinal.
Mesmo assim, com essa pulga atrás da orelha, continuei na sua.
Mas não deu outra.
Um dos estilhaços acertou em cheio meu coração antes da noite cair.

Dia 15: O delírio

_Tranquilo, tranquilo…
Ouvi isso e depois uma dor intensa motivada por uma pequena injeção.
_ Unicórnios! bradava em alta voz, mas ninguém se mexia.
As pessoas em volta me olhavam curiosas e eu desesperado gritando sem parar:
_ Unicórnios!
Até que um dos unicórnios chegou perto, bem perto de onde eu estava, no círculo do furacão e me entregou seu grande chifre mágico e pediu com voz humana:
_ Vá até o Palácio dos Cristais e transmita a nossa mensagem. Estão esperando por você.
Rapidamente recolhi o chifre e tentei partir para a minha missão, mas me sentia preso, como num sonho, e a frase que ouvia sempre:
_ Tranquilo, tranquilo…
_Vamos aumentar a dose do tranquilizante e reforcem a camisa de força, ele está tentando se soltar.

#PH #Poem a day-Dia 15: Um gênero nunca escrito

Pessoal, meu drama a cada dia cresce mais nesse desafio em que me meti…rsss…

Hoje o tema é um gênero nunca escrito antes, e na verdade, eu nunca me aprofundei em nenhum gênero, então poderia escrever em qualquer deles…certo?

Mas, estou querendo escrever uma pequena história infantil. Todos esses anos lendo, lendo, lendo, e nunca tentei escrever antes, apesar de inventar histórias para os alunos, adaptar outras para a igreja no ministério infantil, nunca parei assim, para só escrever para as crianças uma história para apreciação, certo?

Vou tentar e espero que vocês me digam o que acharam…

 

leitura

 

Menina Noca quer andar de bicicleta

Ela era uma menina, muito, muito engraçadinha.

Fazia sempre aquilo que a mãe e o pai mandavam, sempre boazinha.

Na escola, a professora elogiava:

_ Que menina sabidinha!!! Espertinha!

Os amigos também gostavam de brincar com ela, pois com todos dividia seus brinquedos e ideias de brincar!

Quanta criatividade! Ela brincava mesmo, sem parar!

Para ela tudo era uma aventura!

Na sua cabeça obedecer o pai e a mãe era uma aventura de escalada…

Ir bem na escola: atravessar o rio com jacarés…

Brincar e divertir-se com amigos, era andar de bicicleta…

Só que escalar, ela já havia escalado um grande murão no fim da rua 12, e quando caiu só ralou o joelho.

Atravessou o córrego do bairro da vó, e estava cheio de  girino… de verdade! Ainda perdeu o seu chinelo na travessia da pontinha de madeira. Mas nem chorou, não…

Agora, o seu grande sonho, era andar de bicicleta mesmo…porque o triciclo já não cabe mais as suas perninhas… uma bicicleta grande e vermelha, mas com rodinhas de apoio…

_ Pedalar… deve ser bem divertido! – pensou Noca, enquanto brincava alegremente com seus amigos, vencendo mais essa etapa do dia.

O tempo passou…

Olha! O Natal chegou!!

Seu sonho então se realizou!

Noca ganha da tia Raimundinha a tão sonhada bicicleta grande e vermelha e ainda com rodinha.

Pedala, pedala, Noca, para chegar até aquela nuvem!!!

Nos seus sonhos Menina Noca, não estava mais pedalando, mas pilotando um avião sem ferrugem!

?????????????????????????????????????????????????????????????????

Feliz ano todo!!!

Renata.