12 anos de casamento – bodas de seda

Exatamente há 12 anos atrás, Marcos e eu iniciaríamos uma longa caminhada juntos.

Dividir a vida com alguém, com a pessoa que você escolheu para caminhar com você é realmente incrível.

Encontrar uma pessoa, em meio a tantas outras, que te completa e te faz feliz, é algo que dinheiro nenhum no mundo compra. Podem até tentar comprar amor com dinheiro, mas não é a mesma coisa.

Eu agradeço por ter um companheiro de vida, que está sempre comigo. Entre altos e baixos, entre brigas e acordos, entre doces e salgados…rsss , enfim, quem é casado sabe que essa vida não é fácil. Mas vamos juntos, construindo a família e fazendo dar certo!

Agradeço a Deus por todos esses anos de conquistas, amor e confiança.

Deus abençoe sempre a nossa união!!!

Feliz ano todo!

Renata

 

 

#Herança do Senhor!

Salmos 127:3

Eis que os filhos são herança do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão.

O que você faria se ganhasse uma herança muito, muito importante?

Zelaria grandemente por ela…não é mesmo?

Então, dispensa todo esse zelo pelo teus filhos! Eles são a herança que o Senhor Deus te entregou.

irmaozinhos1

Costumo sempre orientar assim: quando plantamos sementes de feijão, crescem feijões… quando plantamos sementes de maçã crescem maçãs…

E quais são as sementes que estamos plantando na herança deixada para nós? Quais os frutos que queremos que desenvolvam ?

Vamos semear amor, bondade, gratidão, paz, tolerância, paciência, harmonia, no coração dos nossos pequenos.

Vamos colher bons frutos daqui um tempo!

Leia a Bíblia!

Feliz ano todo!

Renata.

Há 3 anos você nascia…

Um pequeno bebê de 35 semanas… tão pequenininha… tão magrinha… mas cheia de vida, energia e alegria.

Fiquei muito feliz, porque no momento em que te peguei no colo, no momento que te vi, no momento que nos conhecemos face a face, você me fez ver que o amor de mãe realmente é multiplicado e não dividido.

Mariana, você é a minha princesa guerreira. Como é forte essa garota.

Esses dias todos, 1095 dias, mais ou menos…rsss… como vi você ser forte, brava e acima de tudo fazer valer os seus desejos e direitos. Fofa!!!

Espero que nesse seu terceiro ano de vida eu possa te ajudar a crescer mais e mais.

Você possa compartilhar conosco toda a sua espontaneidade, criatividade e amor!!!

Filha! Nós te amamos e te desejamos um feliz aniversário.

Minha oração é que todas as bênçãos que o Senhor tem para você estejam sendo realizadas e derramadas na sua vida!

Estes dias sentimos bem as mãos do SEnhor sobre nós, não é mesmo? Percebemos bem o quanto Deus te ama e te guarda ! Só temos gratidão no nosso coração por você estar bem e crescendo a cada dia!!!

Parabéns da mamãe, do papai e do Paulinho!!!

DSC07137 DSC07370 DSC07510 DSC00080 DSC00254 151 729 1285 IMG-20140713-WA0005

Feliz ano novo todo dia!

Renata

Do controle que temos de tudo …

… ou não…

OU: o primeiro passeio dos filhos com a escola (sem a mamãe)

Amigos,

Realmente, a sensação que eu via no rosto das mães quando chegava o dia do passeio na escola tem razão de ser. Ao menos agora faz sentido para mim…hahaha!!!

É díficil até colocar em palavras o meu sentimento em relação a isso… mas vou tentar e espero que vocês possam comentar também se já viveram alguma situação semelhante em alguma instância. Certo?

Antes de ter filhos eu tinha um tipo de pensamento e um tipo de discurso. Achei que seria mais desencanada e leve…rssss…. mas não… me deu um clic reverso e hoje sou uma mãe do estilo “galinha choca”, “tá frio, põe muito agasalho”, e afins… E abro o jogo para vocês que o Paulinho desde os dois anos na escola nunca havia ido ao passeio.

Então, esse ano eu resolvi deixar por alguns motivos e a Mari também teria que ir, já que quero que vivenciem juntos algumas experiências…

Até ai estava muito racional e objetiva. Controlando a situação como um todo.

A parte do não controle se deu no momento que deixei os dois na escola para o passeio de dia todo… Só iria revê-los após 6, 7 horas… Desde que a Mari nasceu trabalho menos horas oficiais para poder cuidar deles em um período do dia.  Então esse tempo todo sem a agitação habitual do dia está fora do controle…

Misto de vários sentimentos viu gente?!?

Ainda não posso dizer: “olha para superar isso, faz isso , nessa situação… preciso absorver essa emoção.

Não sei  se me fiz entender. Espero que sim! Só queria dizer. A Rita Lisauskas fez um post semelhante a esse, e enquanto eu lia eu ria por dentro… Quem quiser ler o post dela clica AQUI e divirta-se!

Superação, controle emocional e drama – receita de um dia de passeio, aliás, o primeiro passeio de muitos!!!

Feliz ano todo!

Renata

 

#Historinha de mãe – #3

Olá pessoal! Tudo bem?

Vou compartilhar uma historinha de mãe que aconteceu com o Paulinho e também pode se chamar Atitude.

Estávamos passeando no shopping, quando de repente apareceram duas famílias de indianos com algumas crianças e bebês. As mulheres estavam vestidas como indianas, os homens mais tradicionais para o padrão ocidental e os bebês  e crianças no carrinho e no colo.

Virei para o Paulinho e disse:

_ Olha Paulinho, eles falam inglês!

Na minha cabeça, como sei que ele é muito comunicativo, pensei que ele  iria chegar nas pessoas e dizer : “oi pessoal”!

Qual não foi a minha surpresa, quando ele vai perto das pessoas e diz:

_ Hello!

E virando para o bebê no colo:

_ Hi, baby!

E outras palavrinhas em inglês que ele vê na Dora Aventureira… kkkkkk!!!! Também deixo aqui a minha homenagem a prô do Inglês da escola!

Aqui não é muito comum pessoas do exterior, não é cidade turística, nem nada e fiquei impressionada como ele pensou rápido e relacionou que poderia usar o “conhecimento” que ele adquiriu em outra língua para se comunicar. Gente, dei muita risada! Eu não sei falar inglês, mas com esse contato, elas (as mães) começaram a perguntar das crianças e fizemos uma pequena interação.

Beijocas,

Feliz ano novo sempre!! Com novidades de vida!

Renata – poliglota

Ciúmes de irmãos…

Outro dia o Paulinho me pegou desprevenida e disse de supetão:

_ Você só presta atenção na Mari!

Na hora, eu disse que eu presto atenção nos dois do mesmo jeito e que eu faço as coisas para os dois da mesma forma, com a intensidade das idades diferentes.

Não disse com essas palavras, certo…rssss…mas eu quis dizer que a Mari é menor então eu faço algumas coisas para ela e que para ele faço outras, mas tenho o mesmo tipo de amor envolvido.

Mas, sabe o que me chamou atenção?

Ele nunca expressou ciúmes em relação a irmã.

Quando fiquei sabendo da gravidez, e compartilhei com ele a notícia, ele tinha uns 2 anos e 7 meses, não quis saber de conversa e desviou o assunto. Até o último momento, ele enrolou e não quis saber… até que a Mari nasceu e com ela nasceu um outro Paulinho…

Só que com ela, ele foi o mais gentil dos irmãos que existem na face da Terra. O drama foi para mim e para minha mãe… ficou mesmo muito diferente. Mas largou a chupeta e as fraldas, e ainda foi dormir na própria cama. Muito avanço.

Depois de um ano, já com 4 anos e 2 meses, do nascimento da Mari ele foi voltando a ser como ele era antes, gentil, carinhoso, amoroso e delicado comigo e com a vovó.

E quando ele, essa semana, expressou o sentimento de ciúme, fiquei muito feliz em poder explicar que eu sou a mãe dos dois e gosto dos  dois do mesmo jeito. Expliquei que ele já precisou de mim assim como a Mari precisa hoje. E que as necessidades dele quero poder sempre suprir.

Acreditam que ele entendeu?

Agora a gente até está brincando… Paulinho, liga para mim? rsssss…. e ele responde: Não tenho telefone!!!

A aventura está só começando não é mesmo?

Feliz ano novo sempre!!! Beijocas

Renatawpid-img_20140502_204811.jpg

 

 

Sugestões de leitura

Vou listar aqui 5 livros muito bons para leitura, espero que vocês gostem das sugestões…

1- Mães intercessoras – Hernandes Dias Lopes

 

Uma leitura muito leve, com histórias reais de mães que se dedicam a oração pelos seus filhos e grandes livramentos.

2- Se as coisas fossem mães – Sylvia Orthof

Uma linda poesia que vale a pena conhecer!!!

3- Pais brilhantes, filhos fascinantes – Augusto Cury

Um livro maravilhoso… vale muito a pena conhecer… sobre o estilo de Augusto Cury, eu já escrevi uma pequena resenha do livro: Filhos brilhantes, alunos fascinantes ! Confira!

4- Sete necessidades básicas da criança – John Drescher

Este livro é muito, muito bom mesmo. Numa linguagem bem acessível ele aborda em vários temas tudo o que uma criança precisa para crescer saudável nos seus sentimentos, emoções e sentindo-se valorizada na sua personalidade.

5- Bíblia da Mamãe

Não poderia faltar, né? Anotada!!!

Espero que tenham gostado das sugestões. Se você já leu algum desses livros ou  tem alguma sugestão de leitura, por favor, comente ai e compartilhe a sua leitura.

Feliz ano novo sempre!

Beiijocas!!

Renata

 

Frases que toda mãe diz…

ou… um dia você vai repetir igualzinho…!

1- “Leva o agasalho que vai esfriar”.

2-“Não briga com seu irmão”.

3- “Acorda, menino”!

4- “Crianças, hora de dormir”!

5- “Come tudo, direitinho, para ficar forte!”

6-“Você sempre será o bebezinho da mamãe”!

7- Eu avisei para não fazer isso…!”

8- ” …porque eu sou a sua mãe!”

9- ” Tem que estudar bastante, hein?”

10- “Você é o melhor filho do mundo”!

Concorda comigo? Conhece mais frases de mãe? Compartilha ai nos comentários…!

Feliz ano novo sempre!! Beijocas!!

DSCN3335 Super Renata

Organizando os brinquedos dos filhos

É com muita relutância que inicio esse post…
Acho que ainda não estou preparada para ele!
Mas, acho que em parte tenho a teoria de como fazer dar certo…entendem… não que para mim esteja 100 por cento, mas acho que consegui chegar nos 80 por cento.
Quando eles são bebês, quase não temos brinquedos em casa e o que temos são tão pouquinhos que cabem numa gavetinha, não é mesmo?
Mas, aí, chega o primeiro aninho… aniversário, festa, presentes, e a maioria dos presentes são brinquedos, não é mesmo…
Seu filhinho vai ficando mais velho, mais esperto, conhecendo mais personagens infantis, você acha fofo e compra, ele também ganha muita coisa, e … você já sabe o final da história, muito brinquedo acumulado, espalhado pela casa e sem lugar definido para guardar. É assim que acontece…
Porém, nem tudo está perdido!
A organização independe do tamanho da sua casa… mas quanto maior sua casa é, mais espaço para armazenar você terá, ou acumular? Bom, não sei…rssss…!
Inicie a sua organização planejando o seguinte:
1- O que ele não usa mais? Vai para doação.
Muitas escolas, creches, orfanatos, aceitam doações de brinquedos usados para as atividades de recreação com as crianças que frequentam o estabelecimento. Podem acreditar, nesses locais, brinquedo nunca é demais.
2- O próximo passo separar por categorias todos os brinquedos. Por exemplo: carrinhos hot wheels, numa caixa, bonequinhos em outra caixa, trenzinhos, em outra caixa, bonecas, no meu caso agora, tenho os dois gêneros infantis em casa, e a menina ama bonecas, carrinhos de bonecas, panelinhas, escovas, barbies, todas essas coisas… enfim. Categorizar e separar em caixas. Acho que aquelas caixas plásticas organizadoras são as melhores, porque tem tampas e um espaço adequado ao tamanho do que vai ser guardado. Você pode comprar grandes para brinquedos maiores e pequenas e médias para brinquedos menores. Vale também sacolinhas e caixinhas de papelão duro, fofas…sabem como é?
3- Nesta etapa, o que vai contar agora são os combinados a serem feitos com as crianças. Você deve combinar que quando pegamos a caixa do Lego, por exemplo, devemos antes guardar a caixa dos trenzinhos. E sempre que terminar a brincadeira devemos devolver na caixa tudo o que pertence a ela. Bom, esta é a etapa principal…rssss… Ir revezando por semana as brincadeiras, ou a cada quinzena… não sei, depende do quanto a criança gosta de determinado
brinquedo.
Eu estou caminhando… acredito que dessa forma vamos conseguir organizar a casa, sem aquela tensão de ter sempre que estar tudo impecável. Com criança em casa não é assim… temos que ter organização mas sempre em equilíbrio. Concordam?

Vou deixar aqui uma ideia de como eu venho organizando… sugestão, certo?

DSCN3473

Quebra-cabeças, letrinhas plásticas e em e.v.a., lápis coloridos…

DSCN3474

carrinhos hot whells, carrinhos pequenos, bonequinhos plásticos….

DSCN3476

bonecas, aleatórios, carrinhos de bebês…rssss…..

Uma coisa que não mostrei em foto: a coleção do Thomas e seus amigos do Paulinho… ela está sempre em movimento, não consigo organizar…sorry!!! Os livrinhos infantis para leitura, cadernos de desenho, material de lição de casa, em outro espaço (armário).
Qual é a sua forma de organizar os brinquedos das crianças? Compartilhe comigo. Escreva ai nos comentários!

Feliz ano novo! Beijocas!!!

Profissão mamãe? Sim ou Não? Eis a questão!! – parte 2

Olá!!!

Hoje vocês vão acompanhar depoimento da Andréa Paganotti, relatando a sua experiência de ser uma mãe do século XXI. Inclusive dei uma ideia de fazermos um clube de mães… hahaha!!!

Espero que este relato, assim como me inspirou em muitos detalhes, inspire você também e o aprecie com muita calma, devagar, refletindo… faz bem!!! Beijocas e feliz ano novo!!!!

“Eu cresci ouvindo que se quisesse ser alguém na vida, teria que ser a melhor! E assim… sem medo do que iria encontrar pela frente me preparei para ser a melhor, e sabia que essa busca seria infinita, pra sempre… Em pouco tempo já tinha certo destaque profissional e com isso melhores condições financeiras! As possibilidades de consumo nos enchem de novos sonhos!

Bem, ao longo dos anos além da carreira profissional iniciei minha carreira conjugal!!! Mais um tempo se passou e olha o relógio biológico tocando novamente!!! Eu queria ser MÃE! E então, vieram as perguntas…. “Como vc fará com o emprego? Vc trabalha longe, como vai ser? Nossa mais você trabalha muito, vai parar?” É, eu preciso assumir… usei muito a seguinte frase: “O que importa não é o tempo de dedicação, mas a qualidade do tempo!”

Pois é…. eu engravidei! Uma, duas vezes… em 3 anos… dois filhos!!! Lindos filhos!!! E assim que peguei nos braços aquele ser indefeso, que dependia de mim pra tudo, eu entendi a importância de conhecer a história!

É isso mesmo… “Conheça seu passado, para entender seu presente e mudar seu futuro!”

Minha mãe acompanhou o crescimento das 3 filhas, ela sempre esteve ali, por perto! Sua mãe esteve ali para 11 filhos… e assim foi desde os primórdios!!! Mas quando chegou minha vez… eu queria ganhar o  mundo!!! Queria meu espaço!!! Provar que era capaz de ser Mulher, filha, amiga, profissional, esposa, mãe! Queria mudar a história!!!

PARA TUDO! Não… não dá pra ser tudo isso sem que alguém sofra com isso!!! Nem tudo que é antigo é ruim…

Nessa busca pela mulher perfeita fui amargando frustrações… Já não era mais a profissional que todos queriam, afinal de contas, na minha agenda além dos negócios haviam telefone e consultas ao pediatra, reuniões escolares e eventuais atrasos da babá! Na escola das crianças eu já era a mãe que vivia atrasada! E em casa???? Por mais que me esforçasse pra que a janta estivesse na mesa na hora certa, acompanhasse a lição de casa o relógio não era meu amigo… não havia tempo pro jogo de tabuleiro…

Ah… quase me esqueci do marido… é.. porque eu quase me esquecia dele mesmo…

Mas tudo isso tinha algo de bom…. meus filhos se vestiam bem… passeavam e tinha todos os brinquedos que queriam.. porque mesmo que não tivesse dinheiro eu não poderia deixar de comprar… eu já quase não ficava com eles…

Até que um dia… voltava de uma audiência e estava no caminho de casa… era hora do almoço resolvi dar uma paradinha, as crianças iriam pra escola… Meu filho estava de uniforme… com a cabeça cheia de shampoo… aquilo partiu meu coração… ele ia assim pra escola… se eu não tivesse parado ali…  meu Deus… o que eu estava fazendo com a vida dos meus filhos???

Foi ai que comecei a repensar em toda a minha vida! Eu precisava ter tempo pra formar meus filhos…  Afinal eles são o futuro da sociedade… O que queremos para o futuro?

Assim foi… fiz minha escolha… Escolhi meus filhos!!! Faz um ano que tomei minha difícil decisão… Ainda hoje não é fácil… deixei pra trás 20 anos de carreira sólida para qual eu levei metade da minha vida me preparando… a minha independência financeira se foi junto com a vida executiva… e me roburizo cada vez que preciso do cartão do marido… rs… eu estou aprendendo de novo… Mas as crianças nem tem mais tempo para escolher a nova tecnologia, porque o tempo livre delas é ocupado com nossas conversas, filmes que podemos ver juntinhos e até mesmo discussões sobre o comportamento inadequado…

É eu troquei o transito enloquecedor de São Paulo, pela limpeza da casa… e acreditem… minha casa é muito mais limpa e organizada agora, e nem é tão chato assim… sou dona e chefe do meu lar!!! Eliminei a falta de tempo e ganhei qualidade de vida!!! Deixei o status de executiva e ocupei o melhor lugar do mundo… Sou mãe em tempo integral!!!

O marido, apesar da preocupação de agora ser a única renda… se orgulha de poder ser o  “Provedor”!

E as crianças??? Ah…. essas deixaram as madrugadas acordadas pra trás…. Acordam cedo e tem tempo pra pegar uma piscina… Estão bronzeadas, saudáveis e felizes….

Ganhei uma nova família.. porque me conquistei de volta…

Ah…sabe aquela frase sobre qualidade e quantidade??? Pois é, se isso fosse verdade… Só uma boa colher de arroz saboroso mataria a fome não é?!

Agora seu eu penso em voltar a minha carreira um dia??? Eu estarei aqui quanto tempo for necessário… bem assim… como minha mãe!!!