O que te inspira?

Como você busca inspiração para lidar com as situações de forma criativa para crescer no âmbito profissional, familiar e emocional?

De acordo com o post escrito por Bruce Harpham no site Pick the brain para melhorarmos a nossa produtividade devemos implementar na nossa vida momentos de auto-aperfeiçoamento e educação, e nos dá várias opções de como fazermos a criatividade pulsar!

Eu li as opções e achei realmente realizáveis e compartilho aqui com vocês as dicas dadas e como nós podemos nos achar nessas orientações!

1- Comece um novo hábito: Estamos iniciando uma nova  estação, a Primavera. Concentre-se em tentar nessa estação moldar algo que você tem mais dificuldade em realizar. Doe-se em 60 dias para que este novo hábito possa ser parte de você. Segundo este mesmo post, um livro chamado O Poder do hábito de Charles Duhigg, relata que nossas ações demoram 60 dias para tornarem-se realmente um  hábito.

Meu exemplo: Escrever no blog

Fotografar e gravar vídeos em  mais oportunidades

Patinar

Comunicar-me com as pessoas de forma mais eficiente

2- Aproveitar um dia do final de semana para um projeto criativo: Sabe aquela listinha To Do? que a gente nunca realiza? Então, neste sábado ou domingo, você escolhe, será para você sentar e realmente deixar florescer aquele livro que você quer tanto escrever, suas habilidades artísticas para uma mostra ou exposição pública, já pensou nisso?

Meu exemplo: Escrever um livro infantil (meta de longo prazo)

3- Ler um livro que te ensine algo por 10 minutos diários: Essa leitura deve ser não ficcional e que pode fazer parte da sua profissão. Como se fosse uma meditação diária. Acordar cedo também é muito importante para que o seu dia seja mais proveitoso!

Meu exemplo: minha meditação diária: Bíblia

4- Melhorar as habilidades técnicas: fazer pequenos cursos na área da informática, dos aplicativos, de como melhorar as suas habilidades em programas como Excel, por exemplo é melhorar sua performance e reduzir seu tempo de trabalho. Ele ainda cita o Youtube e o Lynda.com com vários tutoriais para melhorar sua técnica gratuitamente.

Meu exemplo: aprendendo a editar com o movie maker.

Essa matéria também saiu no site da revista Galileu: neste post.

Achei interessante e quis compartilhar com vocês. O que vocês estão fazendo para melhorar a inspiração, criatividade, pró atividade?  Deixem as dicas ai nos comentários!! Vamos conversar…

Abraços,

Feliz ano todo!

Renata

 

#Maratona #Eusoudoideira(versão kids): Livro 5/7: Patrícia

Ficha técnica:

Formato: Livro

Autor: KING, STEPHEN MICHAEL

Idioma: PORTUGUÊS

Editora: BRINQUE BOOK –

Assunto: INFANTO-JUVENIS – LITERATURA INFANTIL

Sinopse: Stephen King está rapidamente se tornando um dos autores/ilustradores mais reconhecidos da Austrália. Seus textos simples e ilustrações charmosas contam histórias bastante profundas. Seu primeiro livro infantil, ‘O homem que amava caixas’, recebeu inúmeros prêmios e foi publicado na Grã-Bretanha, nos Estados Unidos, no Canadá, na Alemanha e agora no Brasil. A história tem como enredo a cabeça de Patrícia, que vivia cheia de pensamentos maravilhosos, incríveis. Ela só queria encontrar alguém com quem pudesse compartilhar seus pensamentos.

Neste livro, nós, papais e mamães, podemos colocar “as barbas de molho”, como dizia a minha vó…rsss, ou seja, olhar para as nossas atitudes em relação aos nossos filhos, que aos nossos olhos são eternas crianças, não é mesmo, vovós e vovôs?

Enfim, Stephen King, tem uma objetividade tão incrível para falar de sentimentos de modo lúdico que eu não acredito como ele consegue…

Em Patrícia, uma pequenina de uns 6 ou 7 anos, no livro não conta a idade, a gente supõe… procura uma amizade para falar de coisas relevantes, mas procurando o tempo todo do livro não encontra uma pessoa que colabore com suas ideias… e nessa trajetória, as crianças se identificam muito quando contamos a história pois elas todas, sim, elas todas, tem também suas ideias…!

Você já parou para ouvi-las? Sabe das preferências dos seus filhos? Do que ele não gosta? O que ele pensa de determinado assunto? Qual a ideia dele para melhorar tal aspecto? Qual é a melhor habilidade dele? Enfim, assuntos que achamos com “temas adultos”, se adaptamos achamos respostas e lógicas muito, muito, muito originais mesmo… é só tentar.

Minha irmã me deu um exemplo perfeito outro dia, e eu lembrei desse livro, pois tinha lido recentemente para o meu grupo.

Numa reunião de pais, com alunos do ensino fundamental, foram perguntados aos pais questões pessoais sobre os filhos que responderam com os professores anteriormente. E, segundo relato, foi muito constrangedor pois os próprios pais tinham dificuldades em responder, e ao comparar as respostas dos filhos, o resultado foi bem trágico…

Este livro serve também para reflexão dessa relação, mas para as crianças é muito lúdico, as ilustrações são maravilhosas e vale a pena  a leitura!!!

Fica a dica! Espero que tenham gostado!!

Feliz ano novo todo dia!!!

Beijocas

Renata

 

 

#Maratona #Eu sou doideira (kids)-Livro3/7: Você é especial

wpid-20140611_101000.jpg

Autor: Max Lucado

Ilustrações:Sergio Martinez

Editora:United Press

31 páginas.

 

Sinopse: Todos os dias, os xulingos, uma gente miúda, feita de madeira, fazem a mesma coisa: colam bolas douradas  ou bolinhas cinzentas uns nos outros. Os bonitos – que têm a madeira lisa e a tinta brilhante – sempre recebem estrelas. Isso também acontece com os talentosos. Outros, porém, que não sabemfazer muitas coisas ou cuja tinta está descascando, recebem bolinhas cinzentas e sem graça. Como Marcinelo.

Este pequeno conto foi originalmente publicado num dos capítulos do premiado livro infantil tell Me the Secrets (Conte-me os segredos).

Olá pessoal, ainda estou por aqui, na Maratona, certo?

Hoje vou falar desse livro maravillhoso do Max Lucado que trata da auta-estima das crianças, inclusive se você ler com os olhos bons, você também será trabalhado por essa história.

É bom ser reconhecido como sendo o melhor em alguma coisa, não é verdade? E nesse mundo dos Xulingos eles vivem reconhecendo o bom, mas neste conto aprendemos que a diversidade pode ser melhor.

Marcinelo é o personagem principal, que ao encontrar a amiguinha xulinga Lúcia, percebe  que o mais importa é como o Criador nos Vê!

E, particularmente, o Criador cria apenas coisas excelentes, não é mesmo? Você, sua família…

Vale a pena a leitura e o desabrochar de um serzinho tão dócil, inteligente e envolvente como o Marcinelo.

É para sempre lembrarmos: Alguém nos ama exatamente como somos.

Ótimo saber disso não é mesmo? Suas crianças vão adorar este mundo de xulingos.

Um grande beijo,

Feliz ano todo!

Renata