#PHpoemaday- Dia 22: Cotidiano

Abre os olhos. Acorda e levanta.

Usa o banheiro. Toma banho sem molhar o cabelo três vezes por semana.

Troca a roupa. Toma um café de cafeteira e come um pão com manteiga.

Sai de casa levando uma mochila com suprimentos para o dia, então é uma grande mochila cheia e pesada. Sem sonhos, com intenções.

Todo dia trabalhando, trabalhando, trabalhando… almoça e volta.

Trabalha mais um pouco, trabalha, trabalha, trabalha.

À noite, vai direto do trabalho para a faculdade. Estuda para melhorar o seu futuro que é bem promissor. Gosta de trabalhar, gosta de estudar. Viver é fundamental? Como sair desse ciclo?

Todo dia sempre igual. Todo dia repete a história.

Gosta disso e não percebe o grande Sol que se levanta, as formas das nuvens no céu fazendo-se e desfazendo-se.

Não percebe a formiguinha levando suas folhinhas pelo chão cinza e frio até o buraquinho da parede descascada do ponto de ônibus.

Dá para viver lutando e sonhando?

Acredito que sim! Basta olhar!

 

#papodepaulista

Acho que ficou meio regionalista, mas é o que temos para hoje…rssss!!!

Beijocas, obrigada por me acompanharem nesta maratona!!

Feliz ano novo todo dia!

Renata